Quem sou eu

Minha foto
Bom, me chamo Leonardo, tenho 21 anos, tenho distrofia muscular, eu escrevo com o intuito de poder de alguma maneira poder passar alguma mensagem positiva do que ja vivi e o que vivo diariamente. Escrever aqui me ajuda muito, espero que o que escrevo ajude quem lê também.

sexta-feira, 29 de maio de 2015

A chuva

Sempre me pego pensando de maneira profunda sobre coisas do cotidiano, ontem com a chuva que estava me veio isto...A chuva é algo bom, necessário para quem precisa dela, se tivermos um guarda chuva não vai nos prejudicar, já para um morador de rua, ou alguém que não tem com o que se proteger como fica? Essa pessoa provavelmente dará um jeito de não se molhar, ou pelo menos não se molhar tanto.
  Bom, o que eu quero dizer é que as vezes,  quase sempre as dificuldades vão vir de repente sem avisar,  como a chuva,  provavelmente vamos nos molhar, mas cabe á nós mesmos encontrar um jeito de fazer aquela dificuldade dimuir, nunca desistindo.

domingo, 24 de maio de 2015



Toda vez que vou ao centro de Porto Alegre, fico fascinado com a quantidade de pessoas distintas umas das outras se misturando na multidão... Principalmente os artistas de rua, conforme vamos seguindo em frente, as histórias, músicas, sons vão se encontrando, formando um ambiente cheio de diversidade. 
Nossa vida nada mais é que uma ida ao centro... Conforme vamos vivendo, vamos conhecendo histórias, músicas, pessoas, elas vão passando por nossa vida. Enfim, acho isso incrível.

domingo, 10 de maio de 2015

Mães

 Um texto, para  parabenizar, a mulher que sempre esteve ao meu lado, sempre me ajudou a levantar e não desistir nas horas mais difíceis, sem ela ao meu lado, não sei se teria enfrentando a descoberta da distrofia como enfrento hoje, de bem com a vida, não ligando para dificuldades, apenas sendo feliz... Ela que fica preocupada comigo por coisas bobas...Enfim, eu poderia ficar horas escrevendo sobre minha mãe e o quanto a amo... Mas falo também sobre todas as mães, que não desistem de nós, mesmo brigadas com a gente, continuam nos amando, aquelas mães corujas, as mais afastadas, mas que assim mesmo estão lá quando seus filhos precisam, as próximas... Enfim, todo tipo de mãe... Pra vocês, um feliz dia das mães.